Tumores oculares. Tem sintoma? Como posso prevenir?

Informativo, Novidades
27 de novembro de 2015
Tumores Oculares_topo_site2

Você sabia que o olho também é um órgão que pode ser acometido pelo câncer?

Os tumores intraoculares compreendem um grande número de lesões benignas e malignas, capazes de acarretar não somente a perda da visão, mas também, da própria vida. Estes tumores podem ter origem no olho (chamados tumores primários) ou ser uma metástase de um tumor que o paciente apresenta em outro local do corpo, sendo mais frequentes vindo de cânceres da mama, pulmão ou próstata.

Dentre os tumores primários (intraoculares), que se originam a partir dos tecidos oculares, o retinoblastoma e o melanoma constituem os tipos mais frequentes.

O Retinoblastoma é o tumor intraocular mais frequente da infância.tumores_ocularesEm 40% dos casos a doença é hereditária, com possível histórico familiar e acomete os dois olhos. Nos demais casos os tumores são considerados esporádicos e afetam apenas um único olho. O tumor acomete principalmente crianças menores de três anos de idade.

A leucocoria (mancha branca ou olho de gato) que costuma ser percebida pelos pais ou observada em fotografias com flash, e o estrabismo são os sinais e sintomas mais comuns no momento do diagnóstico.

O diagnóstico é confirmado por meio do exame do fundo de olho, que deve ser realizado por oftalmologista experiente na área de retina e tumores.

O Melanoma de Coróide é, dentre todos os tipos, o tumor intra-ocular mais comum e o mais frequente na população adulta.Tumores Oculares_BannerInterno3

A prevalência é maior em pessoas da raça branca, acima de 50 anos e pode apresentar como sintomas queda de visão e pontos luminosos. Porém, em grande parte dos pacientes, ele ocorre sem sintomas, sendo detectado durante um exame de rotina. Por estar localizado dentro do olho, o Melanoma de Coróide raramente causa sinais externos perceptíveis a olho nu.

mapeamentoO principal exame para confirmar o diagnóstico é o mapeamento de retina. Utilizando equipamentos especiais, o médico avalia o fundo de olho do paciente através das pupilas dilatadas.

O Melanoma de Coróide pode, através da corrente sanguínea, acometer órgãos distantes (metástase), como fígado e pulmão. Por isso, uma análise cuidadosa desses órgãos deve ser realizada semestralmente após o diagnóstico da doença.

A prevenção de tumores oculares é realizada através de consultas oftalmológicas regulares e completas. A detecção precoce dessas lesões pode alterar substancialmente a chance do paciente preservar sua visão e sua saúde como um todo. Cuide-se e visite anualmente o seu oftalmologista.

 

Confira esta e muitas outras dicas na nossa página do facebook.


Deixe uma resposta

*